Cria SP conclui plano sobre Economia Criativa da música

A noite desta quarta-feira, dia 7 de dezembro, marcou a conclusão da elaboração do Plano Municipal Participativo de Desenvolvimento da Economia Criativa, feito com a sociedade civil, do Ribeirão Preto Cidade Criativa. Este trabalho será a base para a candidatura de Ribeirão Preto à Rede de Cidades Criativas da UNESCO, que tem a música como sua principal vertente.

Trabalho será base para a candidatura de Ribeirão Preto à Rede de Cidades Criativas da UNESCO

A noite desta quarta-feira, dia 7 de dezembro, marcou a conclusão da elaboração do Plano Municipal Participativo de Desenvolvimento da Economia Criativa, feito com a sociedade civil, do Ribeirão Preto Cidade Criativa. Este trabalho será a base para a candidatura de Ribeirão Preto à Rede de Cidades Criativas da UNESCO, que tem a música como sua principal vertente.

Com a realização de três workshops técnicos, foi possível criar um ciclo de debates com a comunidade e garantir que o resultado levasse em consideração as necessidades e desejos reais do município, criando o Plano. Este documento formaliza a análise detalhada do setor criativo local e propõe estratégias a serem seguidas para potencializar o setor.

O documento do Plano descreve, além da metodologia de trabalho realizada pelo Cria SP, um diagnóstico do setor criativo de Ribeirão Preto, com ênfase na música, expondo seu contexto social, histórico e político, dados existentes e uma síntese com forças e oportunidades a serem aproveitadas, bem como fraquezas e ameaças a serem trabalhadas.

Ribeirão Preto conclui seu Plano para ser uma cidade criativa, por meio da música, uma cadeia produtiva ampla que movimenta nossa cidade. Com esse mapeamento do que é produzido e como movimenta outros segmentos, sabemos quais políticas públicas e os próximos passos que precisamos dar para tornar Ribeirão Preto mais próspera. Vamos tornar esse estudo, uma política de estado permanente para nossa cidade”, explicou a secretária da Cultura e Turismo, Isabella Pessotti.

Também foi pensada em uma Agenda Estratégica, com a visão de futuro para uma cidade criativa, objetivos e metas a serem conquistados e a proposição de um plano de ações com projetos concretos a serem realizados nos próximos anos para desenvolver a economia criativa local.

“A existência de um Plano de Economia Criativa é algo raro em solo brasileiro. Ribeirão Preto tem agora a oportunidade de reconhecer e trabalhar seu setor criativo, de forma bastante concreta e focada, para que se torne um importante motor de desenvolvimento para a cidade. Como foi realizado de forma amplamente participativa, o Plano reflete necessidades reais de Ribeirão Preto e propõe projetos viáveis, ao alcance do município. Pode, assim, se tornar um verdadeiro compromisso da cidade com a valorização de sua própria criatividade”, explicou Vítor Silva Freire, consultor do Cria SP.

No próximo dia 17 de dezembro, em São Paulo/SP, a Amigos da Arte, através do Programa Cria SP e realizado em parceria com a Secretaria da Cultura e Turismo, fará a entrega do documento final do Plano Municipal Participativo de Desenvolvimento da Economia Criativa, que então serão amplamente compartilhados para as comunidades locais.

Cadastro Cultural

A Secretaria da Cultura e Turismo lançou o Cadastro Cultural, um instrumento de reconhecimento e gestão da política cultural do município. Com ele será possível realizar o levantamento, identificação e registro de informações sobre os diversos fazeres culturais, espaços, equipamentos, empresas e eventos culturais, possibilitando um diagnóstico sobre o segmento em Ribeirão Preto.

O mapeamento abrange todos os segmentos culturais existentes e toda diversidade cultural. A atualização dos dados é fundamental para acesso a editais, chamadas públicas, premiações, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural do município, bem como aos programas dos governos estadual e federal, destinados à classe artística.

Rede de Cidades Criativas da UNESCO

Criada em 2004 para promover a cooperação entre cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável, serve como uma plataforma internacional de intercâmbio e colaboração entre cidades para a implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas, notadamente o Objetivo 11, sobre cidades e comunidades sustentáveis.

Atuando em sete áreas criativas: artesanato e arte folclórica, design, cinema, gastronomia, literatura, mídia e música, a Rede de Cidades Criativas é composta por 246 cidades de mais de 80 países membros da UNESCO, e Ribeirão Preto, ao encerrar o Projeto Cria SP, terá um plano de economia criativa que servirá como base para se candidatar a fazer parte deste grupo.

O poder da cultura e da criatividade deve ser alavancado para fortalecer a cooperação entre as cidades e fortalecer os laços entre as pessoas e as comunidades. As Cidades Criativas da UNESCO têm sido mobilizadas para aumentar ainda mais a solidariedade e a colaboração entre as pessoas para compartilhar informações valiosas, incluir suas medidas inovadoras e boas práticas, principalmente por meio da cultura e da criatividade, que estão sendo implementadas para lidar com os grandes desafios mundiais.

A Música

A escolha desta vertente é por ser um dos principais campos criativos de Ribeirão Preto. O município possui cinco centros culturais, onde são oferecidas oficinas na área de música, além dos projetos desenvolvidos em parcerias, como o Projeto Guri e o Alma, que buscam o aperfeiçoamento técnico, artístico e expressivo dos jovens até a formação superior em música na Universidade de São Paulo.

Ribeirão Preto tem ainda a honra de contar com a Orquestra Sinfônica, fundada em 1922, Patrimônio Cultural Imaterial do povo ribeirão-pretano desde 24 de maio de 2019. Em maio de 2021, a Orquestra recebeu o Certificado de Reconhecimento de Instituição Cultural.

Música e entretenimento se complementam, assim podemos destacar os campos de shows e eventos, bares e gastronomia. Como resultado deste pool criativo e histórico, temos o Polo Cervejeiro e os eventos de amplitude nacional que escolheram a cidade como o Restaurante Week, o Comida de Buteco, a Feira Internacional do Livro, o Festival João Rock e o Ribeirão Rodeio Music. Todos eventos com público que superam os 100 mil participantes por edição.

NANDO MEDEIROS

Learn More →

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: