Tecnologia no diagnóstico de doenças hepáticas

Tecnologia no diagnóstico de doenças hepáticas

O HepaticApp é um aplicativo que tem como objetivo auxiliar os profissionais de saúde para diagnóstico de esteatose e fibrose hepática desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz). 

A esteatose hepática é o acúmulo de gordura no fígado como se houvesse um corpo estranho dentro da célula hepática, o que pode causar inflamações, de acordo com a hepatologista Daniela Carvalho. “Essa célula inflamada acaba por vir a morrer e se torna uma cicatriz. A cicatriz no fígado leva o nome de fibrose hepática. E o grau máximo de fibrose hepática corresponde à cirrose”, alerta. Esse problema é associado principalmente à obesidade e à síndrome metabólica. 

De acordo com a médica, o diagnóstico da esteatose é feito principalmente pela ecografia do abdômen. A fibrose pode ser avaliada por instrumentos de imagem, elastografia por ultrassom e ressonância e marcadores bioquímicos, “com cálculos de exames laboratoriais, em que podem estimar a presença ou ausência de fibrose avançada nos indivíduos com esteatose”.

O HepaticApp calcula biomarcadores para o diagnóstico dessas doenças do fígado por meio das medidas antropométricas, como peso e altura, além dos resultados de exames laboratoriais. É possível gerar QR-code de identificação para prontuários e PDFs para impressão dos resultados dos testes, que ficam armazenados. Já informações pessoais, como nome e data de nascimento não são arquivados, como esclarece o hepatologista e pesquisador Hugo Perazzo, que desenvolveu o aplicativo. “Por uma questão de ética, mas o resultado impresso pode ser anexado ao prontuário pelo profissional de saúde que atende o paciente”.

A hepatologista Daniela Carvalho conhece o aplicativo, e explica que ele ajuda o médico, durante a consulta, a calcular a presença ou ausência de fibrose hepática, a partir dos exames de sangue. Isso ajuda na condução e acompanhamento dos pacientes com esteatose hepática no consultório.

O Núcleo de Inovação Tecnológica do INI/Fiocruz registrou o HepaticApp e recebeu o certificado de propriedade intelectual emitido pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). O aplicativo já está pronto para uso, e para fazer o download basta acessar a Play Store para Android ou App Store para IOS, pesquisar pelo nome “HepaticApp” e clicar em baixar.

Fonte: Brasil 61

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.