COME-FOGO, RIVAIS NO CAMPO, JUNTOS PARA OBJETIVO COMUM.

Representantes dos dois clubes de Ribeirão Preto e da prefeitura se reuniram na manhã desta quinta-feira (07), no Palácio Rio Branco para discutir a volta do público nos estádios de Ribeirão Preto a partir do dia 12/10, no Come-Fogo em Palma Travassos.

Pelo Comercial compareceram, o presidente Ademir Chiari, o gerente de futebol Acleisson e o Dr. Fernando Augustus do departamento jurídico, já pelo Botafogo, o presidente do FC Osvaldo Festucci. Pela prefeitura, o secretário da casa civil Ricardo Aguiar e o secretário de governo Antônio Daas Aboud. Pela câmara de vereadores, a vereadora Gláucia Berenice.

O teor da reunião foi a busca por apoio das autoridades municipais para servir de argumento junto à FPF que se posiciona contrária ao retorno do público nesta fase da Copa Paulista.

A Polícia Militar já havia se posicionado, caso haja o retorno do público no clássico Come-Fogo, que fosse com apenas a torcida mandante, porém os dois clubes solicitaram que sejam aceitas as duas torcidas com a devida separação no estádio Palma Travassos.

Caso a FPF insista em não permitir a volta do público no Come-Fogo, ainda há uma possibilidade de acontecer via liminar, pois o governo do estado já liberou a volta do pública em todo o estado desde o dia 04/10 com limite de capacidade de 30% de cada setor dos estádios.

A assessoria de imprensa do clube, através do jornalista Rafael Alves, gravou entrevistas com o secretário da casa civil Ricardo Aguiar e com o presidente do Comercial Ademir Chiari. Ambos explicam o conteúdo da reunião e as possibilidades. Confira:

One thought on “COME-FOGO, RIVAIS NO CAMPO, JUNTOS PARA OBJETIVO COMUM.

  1. Se já estão todas as atividades coletivas liberadas; trabalhistas, sociais, de lazer e religiosas, nada mais justo que liberar também o futebol seguindo os protocolos. Sou à favor da liberação das duas torcidas com a separação segura que sempre houve nos derbis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.