BOTAFOGO PERDE, MAS PERMANECE NO “BOLO”

O Botafogo sofreu nova derrota no brasileiro da série C, desta vez em casa para o líder do grupo Ypiranga de Erechim por 1×2. O resultado foi ruim, mas manteve o pantera na 5ª colocação com 19 pontos ganhos, três atrás do Ituano que é o 4º colocado.

O JOGO

O Botafogo entrou em campo sem poder contar com os zagueiros Fabão e Diego Guerra, o lateral esquerdo Pará e o volante Victor Bolt, suspensos, além do meia-atacante Gustavo Xuxa, machucado. Outra ausência foi o treinador Argel, que também cumpriu suspensão e não pode ficar à beira do gramado.

Com esses desfalques, a dupla de zaga foi formada por Yan Victor e o prata da casa Rayan, de 19 anos, que fez sua estreia no time titular, enquanto Martineli atuou na lateral esquerda. No meio de campo, a novidade foi Rafael Tavares.

Já o setor ofensivo teve Bruno Santos, Neto Pessôa e Walter.

Com essa formação, o Botafogo começou pressionando o Ypiranga. Logo aos 2 minutos, Bruno Santos recebeu lançamento, dominou no peito, mas não conseguiu chutar após o goleiro fechar o ângulo. Ele ainda cruzou para Walter na pequena área, mas a defesa adversária afastou o lance.

O Tricolor continuou no campo de ataque e abriu o placar. Seis minutos depois, Emerson enfiou por cima da zaga, Walter protegeu e encobriu o goleiro para fazer 1 a 0.

Perdendo o jogo, o Ypiranga se soltou e conseguiu o empate na sequência. Após cobrança de escanteio, Silvano apareceu para deixar tudo igual. Aos 16, o time gaúcho virou o placar. Quirino recebeu em impedimento, girou e colocou no canto para virar o placar. 

Com o gol tomado, o Pantera tentou reequilibrar a partida. Aos 39 minutos, Martineli se esforçou para evitar a saída de bola pela lateral e cruzou para Walter. O camisa 18 ajeitou para Bruno Santos finalizar para fora. Na sequência, Bruno Santos fez a jogada pela direita, passou para Rodrigo cruzar rasteiro, mas ninguém completou. No minuto seguinte, Bruno Santos cruzou rasteiro novamente e Walter foi travado no momento da finalização. 

No segundo tempo, o Botafogo continuou buscando o empate, mas encontrou um Ypiranga bem fechado. Aos 6 minutos, Martineli cruzou, Neto Pessôa desviou e Rafael Tavares tocou. A bola passou próximo da trave. 

Perdendo o jogo, o Tricolor, que foi comandado pelo auxiliar técnico Galego, se lançou para o campo de ataque. Wesley entrou na vaga do zagueiro Rayan. Djalma, Luketa, Rafael Marques e Bruno Michel também entraram para deixar o time mais ofensivo.

No entanto, o Botafogo só ameaçou numa cobrança de falta do lateral Rodrigo, que exigiu excelente defesa do goleiro adversário. No restante do jogo, o Tricolor rondou a área adversária, mas não conseguiu chegar ao empate. 

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X YPIRANGA-RS
LOCAL: Estádio Santa Cruz/Arena Eurobike
DATA: 22 de agosto, domingo
HORÁRIO: 16h (de Brasília)
ÁRBITRO: Leonilson Fernandes
ASSISTENTES: Vinícius Melo de Lima e João Henrique Mineiro
GOLS: Walter, aos 8 minutos do primeiro tempo (Botafogo); Silvano, aos 10 minutos do primeiro tempo (Ypiranga-RS); Quirino, aos 16 minutos do primeiro tempo (Ypiranga-RS)
CARTÕES AMARELOS: Rafael Marques e Caetano (Botafogo); Robson e Muriel (Ypiranga-RS)
CARTÃO VERMELHO:
BOTAFOGO: Igor Bohn; Rodrigo, Yan Victor, Rayan (Wesley) e Martineli; Caetano, Emerson (Djalma) e Rafael Tavares (Rafael Marques); Bruno Santos (Luketa), Walter e Neto Pessôa (Bruno Michel). Auxiliar técnico: Galego.
YPIRANGA-RS: Deivity; Muriel, Douglas, Kanu e Revson (Diego); Mikael (Robson), Clayton, Silvano (Dija Baiano) e Dico (Erick); Luiz Felipe (Luís Soares) e Quirino. Técnico: Júnior Rocha

Confira a entrevista de Argel Fuchs

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.