SITUAÇÃO SE COMPLICA NO COMERCIAL

O Comercial foi derrotado pelo Noroeste de Bauru por 2×0 em Palma Travassos. Após o jogo torcedores invadiram o estádio para protestar contra a má campanha. Fahel Júnior não concedeu entrevista e Ademir Chiari ameaça renunciar e deixar o clube.

Vaja no final da matéria os melhores momentos da partida

Se o empate com o Olímpia em casa no meio de semana já havia sido uma decepção, imagine a derrota para o Noroeste. O Comercial até criou boas chances de gol, mas pecou muito nas finalizações, além da trave que também atrapalhou os planos do alvinegro, porém o pior estava por vir.

Ao término da partida, torcedores inconformados invadiram o estádio e protestaram verbalmente contra atletas, comissão técnica e sobrou até para a diretoria. Não houve violência física contra ninguém, mas o clima ficou muito pesado, segundo informações do próprio clube.

O presidente Ademir Chiari foi um dos que mais sentiram e chegou a dizer que vai repensar se deve continuar no comando do Comercial.

Em um desabafo, Chiari disse em nota, “Acredito ser melhor renunciar e deixar que eles (torcedores) administrem”.

A nota ainda fala sobre outros membros da diretoria que podem seguir o mesmo caminho, o da renuncia.

Ademir Chiari é paciente renal, está na fila do transplante e além da doença tem se desgastado muito para tocar o clube praticamente sem receita desde o início da pandemia, sem contar que é empresário, porém passa mais tempo se dedicando ao Comercial do que a sua própria empresa. Tudo isso pesa sobre as costas do atual presidente que sofre desgaste natural em virtude das dificuldades agravadas pelo momento de pandemia.

Confira a nota na íntegra

“Após a partida do Comercial FC contra o EC Noroeste, conforme todos ficaram sabendo, alguns torcedores adentraram ao estádio Palma Travassos indignados com os recentes resultados da equipe em campo.
A diretoria do clube compreende a insatisfação e busca diversas maneiras resolver as falhas e conquistar vitórias para manter o bom desempenho adquirido nos últimos 3 anos.
Porém, com tamanha luta para manter o Comercial ativo e participando dos seus compromissos, entende que invadir o estádio para cobrar de maneira mais intensa tais mudanças, não seja a melhor forma de resolver essas questões.
Tal cobrança não foi violenta e não houve agressão de nenhuma das partes, mas a diretoria que tanto se empenha para sanar diversos problemas que o clube enfrenta sente que há uma certa ingratidão por parte de alguns torcedores que, na emoção, acabam agindo com ingratidão diante dos esforços.
Há por parte de alguns integrantes que compõe a chapa eleita, o pensamento de pedir renúncia de seus cargos, inclusive o atual presidente Ademir Chiari que, em suas palavras disse “Acredito ser melhor renunciar e deixar que eles (torcedores) administrem”.
Nas ultimas campanhas do Comercial em suas competições o clube conquistou o acesso em 2018, avançou às quartas do paulista em 2019 e à semifinal em 2020, além de também chegar às quartas de final da Copa Paulista.
O resultado em campo nem sempre é o desejado. Todos se sentem chateados e descontentes com as desclassificações, mas o trabalho vem sendo feito e a diretoria que diariamente batalha para arcar com suas responsabilidades, solicita que haja uma reflexão dos torcedores, afinal, todos sabem que o clube não conta com dinheiro em seu cofre.
Hoje, a diretoria lamenta o ocorrido e se indigna com a cobrança neste momento que deveria ser de união e companheirismo. Nem sempre será fácil, mas nunca haverá um só dia que não nos doaremos ao máximo para manter o respeito e a tradição do Comercial Futebol Clube.”

Confira os melhores momentos de Comercial 0x2 Noroeste

One thought on “SITUAÇÃO SE COMPLICA NO COMERCIAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.