MATHEUS ÍNDIO CHEGOU…

O meia atacante teve seu contrato rescindido pelo Cruzeiro, não joga desde janeiro e marcou apenas 5 gols na carreira como profissional.

É preciso ser justo e aguardar que Matheus Índio entre em campo e demonstre sua capacidade e seu potencial, afinal ele não chegou ao Cruzeiro e nem foi convocado várias vezes para seleções de base da seleção brasileira por generosidade de alguém, mas por estar qualificado para tal.

A enxurrada de críticas, sarcasmos, ironias e afins sobre a contratação de Matheus Índio se dá muito mais pela ação da diretoria de futebol do que pelo atleta.

O Botafogo está na zona de rebaixamento, com aproveitamento pífio de 28,6%, a necessidade de reforços que cheguem para resolver o problema é urgente, mas alheio a isso Adalberto Baptista opta por contratar atletas que estão há tempos parados, ou que se recuperaram de lesão recentemente, ou ainda que os clubes de origem, no caso de Matheus Índio, o Cruzeiro, que estão disputando a mesma divisão e para eles não serviu.

Injusto atacar o atleta em redes sociais sem antes ver do que é capaz. O futebol não é uma ciência exata, muitas vezes um atleta não se dá bem em um clube e “explode” em outro.

As críticas à diretoria de futebol que é comandada por Adalberto Baptista, essas sim não podem ser consideradas injustas, pois os sucessivos erros apontam que a gestão do time e do elenco se assemelham a de quem não sabe o que está fazendo, ou não entende nada de futebol. A simples manutenção de Claudinei Oliveira, técnico que já está totalmente desgastado na função, pois já tentou tudo o que era possível e o time não reage, é prova inconteste de que a teimosia é maior do que a capacidade.

Aguardemos e torçamos para que Matheus Índio entre e ajude ao Botafogo se livrar dessa tragédia anunciada que o retorno à série C da competição nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *