ATO TRABALHISTA REGULARIZADO

O Botafogo Futebol Clube conseguiu negociar o Ato Trabalhista e já quitou a primeira parcela com quase um mês de antecedência

O Ato Trabalhista era um dos problemas que o Botafogo tinha que regularizar. A negociação foi feita com a MMª juiza Dra. Amanda e um percentual sobre a previsão de receita do clube para o ano de 2020 foi estipulado com o valor anual de 1,2 milhões dividios em 12 parcelas de 100 mil/mês.

O vencimento da primeira parcela foi estipulado para o dia 13/02/2020, porém a parcela foi paga via Sipag no dia 15/01/2020, quase um mês antes. O pagamento antecipado gerou pontos positivos perante a justiça e os credores, demonstrando credibilidade junto ao mercado do futebol.

A próxima luta já está em curso, que é o resgate do REFIS perdido em novembro passado. O departamento jurídico trabalha a pleno vapor para reverter a situação.

Outro problema sério que está tirando o sono dos botafoguenses é a liberação do estádio Santa Cruz para jogos e da Arena Eurobike para shows. A expectativa é de que até quinta-feira (23), — 72 horas antes da partida —, esteja tudo resolvido, do contrário a consequência pode ser extrema porquê o clube não indicou nenhum outro estádio para o primeiro jogo com mando do Botafogo, contra a Ponte Preta, marcado para domingo (26), provavelmente por se sentir seguro de que tudo seria resolvido a tempo.

O estádio pode ser liberado, total ou parcialmente por meio de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta), porém isso tem que acontecer até dia 23/01 às 16h, que é o prazo determinado pelo regulamento de 72 horas de antecedência ao jogo. Caso isso não aconteça, o jogo não poderá acontecer, com isso o regulamento prevê que o WO seja utilizado, conforme artigos 23 e 24 do RGC (Regulamento Geral de Competições) e seus artigos.

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.

%d blogueiros gostam disto: