MOMENTO DECISIVO PARA O BOTAFOGO

O que o torcedor pretende fazer, apoiar ou virar as costas? Esta é uma decisão que precisa ser tomada imediatamente, pois as próximas duas rodadas serão fundamentais para definir qual será a direção do time na série B.

O time dentro de campo não vai bem… o treinador é contestado por suas decisões de escalação e de alterações durante o jogo. A direção do clube não é simpática e insiste em manter distância do seu torcedor, as imagens de atletas sorrindo dentro do Heriberto Hulse após a derrota para o Criciúma não caiu bem… enfim, os motivos para virar as costas não faltam, porém essa não é a característica do apaixonado torcedor botafoguense.

No momento ruim, ou de instabilidade o mais fácil é “atirar pedras”, difícil é se manter equilibrado em seus posicionamentos, mas nada justifica pensar em abandonar seu clube do coração.

Muitos estão nas redes sociais afirmando não ir mais ao Santa Cruz enquanto o treinador estiver no cargo, outros dizem que pretendem cancelar seu plano de sócio torcedor, e muitas outras manifestações em redes sociais são desestimulantes. A pergunta é, isso é certo? O torcedor que sonhou, se dedicou, ajudou e participou ativamente da luta para voltar a elite do futebol brasileiro, vai desistir agora?

A resposta é NÃO! Porque a alma botafoguense não é essa! O clube já enfrentou muitas dificuldades ao longo de seus 100 anos de história e não é exagero afirmar que em relação a metade da década de 2000, hoje o clube está no paraíso. À época foram os torcedores que tiraram o time do buraco em ações conjuntas com a diretoria e reconduziram o Botafogo, primeiro a elite do Paulista e recentemente a elite do Brasileiro.

Este é verdadeiro espírito botafoguense, é dele que o time precisa neste momento, pois se houver duas vitórias nas próximas duas rodadas, possivelmente o time volta ao G-4 e recupera sua condição de lutar pelo acesso e o contrário poderá determinar que a luta será para fazer os tais 45 pontos e permanecer na série B em 2020. As duas lutas são importantes, mas a primeira é tão possível quanto a segunda, então porque não optar por ela?

O momento pede um pacto entre time e torcida, uma reaproximação que mostre a direção da S/A que com a torcida junto tudo é mais fácil, vide o exemplo do Paulistão quando da mobilização para o jogo em Mirassol!

Vamos lá! Vamos apoiar o Botafogo incondicionalmente nos jogos contra a Ponte Preta e Figueirense. Depois é depois, mas agora o apoio é fundamental e pode ser preponderante para o futuro próximo do clube na competição.

Desacelere as reclamações nas redes sociais, crie um ambiente positivo, convença seu amigo a tirar um pouco o pé e se depois o resultado não vier, que a diretoria seja cobrada para tomar as providências necessárias.

E aí, vai fazer o quê? Tome sua decisão, separe sua camisa e vá ao Santa Cruz no sábado (05) e na terça (08), se una ao time e comissão técnica, jogue junto e mostre para quem ainda tem dúvidas quem é que manda no Botafogo!

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.

%d blogueiros gostam disto: