Botafogo perde mais uma e se complica de vez

Botafogo perde mais uma e se complica de vez na tabela de classificação O Botafogo foi a Campinas enfrentar o Red Bull Brasil e perdeu novamente, 3x1 para os donos da casa

Botafogo perde mais uma e se complica de vez na tabela de classificação

O Botafogo foi a Campinas enfrentar o Red Bull Brasil e perdeu novamente, 3×1 para os donos da casa. Com este resultado o time ribeirão-pretano vai depender de resultados ruins de São Caetano e de São Bento para permanecer fora da zona de rebaixamento.

O time voltou a falhar no sistema defensivo e o ataque por sua vez também não funcionou. Coube ao volante William Oliveira, após cobrança de escanteio e rebote, acertar um chute de primeira para abrir o placar, porém foi só isso. As poucos tentativas esbarraram nas boas defesas de Júlio César.

O goleiro Rodrigo Viana que espalmou uma bola para o meio da área na marcação do gol de empate do Red Bull, se redimiu ao longo da partida e acabou salvando o Botafogo de sofrer uma goleada, com uma defesa de pênalti e outras defesas de alta complexidade.

A derrota foi justa, não há o que reclamar. A perspectiva não é boa, mas ainda há chances de reação, faltam 05 jogos e o Botafogo precisa fazer pelo menos 08 pontos para permanecer no paulistão 2020.

Ao término da partida o técnico Léo Condé e o diretor de futebol Léo Franco concederam entrevista coletiva, o treinador se limitou a falar sobre o jogo e após alguma insistência dos repórteres acabou comentando sobre sua situação no comando técnico do time.

“Eu tenho 20 anos como treinador, 10 na base e 10 anos no profissional e em todo esse tempo nunca pedi demissão. Vou continuar trabalhando, precisamos buscar o equilíbrio agora, porque se entrarmos em um ambiente negativo dificilmente conseguiremos sair dessa situação. Eu já consegui reverter uma situação muito parecida com essa, em 2013  e acredito que possa reverter esta também”, falou Léo Condé.

Em seguida o diretor de futebol Léo franco, nitidamente irritado, respondeu aos questionamentos da imprensa também. Ao ser perguntado sobre a permanência de Condé, o diretor respondeu categoricamente que ele é o treinador e que não tomariam uma decisão com meia hora após o término do jogo. “Vamos nos reunir durante o fim de semana, eu sou um dos responsáveis pelo departamento de futebol, há outros, por isso temos que nos reunir e ouvir a todos antes de decidirmos”, afirmou Léo Franco.

Até o momento destas declarações, o presidente Gerson Engracia ainda permanecia no camarote do estádio Moisés Lucarelli junto ao vice-presidente Octávio Vallini Junior e o outro diretor de futebol Gustavo Vieira de Oliveira, visivelmente conversando como em uma espécie de reunião.

Poucos minutos depois os cartolas desceram até o gramado, se encontraram com Léo Condé próximo ao vestiário, conversaram um pouco e em seguida foi possível ver o treinador oferecendo um abraço demorado ao presidente e posteriormente a cada um dos presentes, sinal interpretado como uma espécie de despedida.

Cerca de 15 minutos mais tarde veio a informação de que Léo Condé não era mais técnico do Botafogo.

Foto: Red Bull

 

Prestigie nossos parceiros

Seja o primeiro a comentar

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.