Conheça o perfil do técnico que o Comercial procura

Conheça o perfil do técnico que o Comercial procura para a série A3 O foco principal é o título que o Comercial disputa neste sábado (27) com o Primavera de Indaiatuba

Conheça o perfil do técnico que o Comercial procura para a série A3

O foco principal é o título que o Comercial disputa neste sábado (27) com o Primavera de Indaiatuba, porém após o anuncio de Pinho que não irá permanecer no clube em 2019, a diretoria trabalha para definir o novo treinador na semanas seguintes ao término da bezinha.

Perfil

O Comercial busca um treinador que experiência em acessos, com bom nome no mercado e que tenha realizado ótimos trabalhos nos últimos anos. Com essa diretriz a direção do clube tem conversado com alguns treinadores, não em caráter definitivo, pois o foco é a luta pelo título após décadas.

Nomes

Há vários treinadores no mercado que atendem aos requisitos propostos pela diretoria, porém três deles já receberam ligações para o que teria sido uma conversa informal com a diretoria, João Valim, Ricardo Costa e Betão Alcântara. A questão é que todos tem contratos vigentes com clubes do interior de São Paulo e ainda não definiram suas permanências nos clubes atuais.

Conheça um pouco mais sobre os três principais nomes de momento que interessam ao Comercial

João Vallim

João Carlos Alves Vallim, 19-06-1956 (62 ANOS), Carlópolis (PR). Atualmente na Inter de Limeira

Acessos – Itararé, Taboão da Serra, Taubaté e Velo Clube

O primeiro acesso veio em 2002, quando Vallim levou o Itararé para a Série B2 do Paulista. Quatro anos depois, o comandante conseguiu com que o mesmo time chegasse à A3. Em 2007, no Taboão da Serra, ele conquistou o acesso para a Segundona (quarta divisão). E, após dois anos, o treinador comandava o Taubaté, quando o clube chegou à A3 do Paulista. Em 2010 e 2011 veio uma dobradinha de acessos. No primeiro ano no comando do Velo Clube, Vallim tirou o clube da Segundona e levou à Série A3. No ano seguinte subiu o time para a A2. Em 2017 foi a vez de levar a Inter de Limeira para a série A2 do paulista.

Ricardo Costa

Ricardo César da Costa – 03-06-1981 (37 ANOS), Campinas (SP). Atualmente no São José EC

Ricardo César da Costa, natural de Campinas (SP), de 36 anos, é formado em educação física pela PUC e vem de dois acessos consecutivos disputando o Campeonato Paulista da Segunda Divisão: o primeiro deles, em 2016, quando levou a Portuguesa Santista ao título e, em 2017, pelo Esporte Clube São Bernardo. Além dessas duas equipes, Ricardo teve boas passagens por clubes como Santo André, Guarani (sub-15), Nippon Bunri (Japão), Bangu, Cabofriense.

Betão Alcântara

Carlos Roberto Cardoso de Alcântara – 14-11-1961 (56 ANOS), Guará (SP). Atualmente no Noroeste de Bauru

Betão iniciou a carreira de treinador nas categorias de base do América-SP. No Rubro, dirigiu ainda o Sub-20 e o time profissional. Além do Mecão, trabalhou no rival Rio Preto, em 2011 e 2012, Internacional de Limeira, Monte Azul, Matonense, entre outros.

Betão   Alcântara também entende de acesso. No futebol paulista em 2015, levou o Fernandópolis da Bezinha à Série A3; em 2016, subiu o Rio Preto da terceirona para a A2; e em 2018 foi campeão da série A3 dirigindo o Atibaia.

No futebol goiano o treinador se sagrou três vezes campeão da Segunda Divisão, levando o Jataiense, em 2002, o Rio Verde, em 2011 e dois anos depois o Anapolina, à elite do futebol goiano.

Por questões éticas o Comercial só vai fechar com o novo treinador após a final da bezinha e após a desvinculação do treinador escolhido, caso este ainda esteja vinculado a algum clube.

O Conselho Técnico da A3 acontece nesta quinta-feira (25) na sede da FPF, às 10h30, oportunidade em que conheceremos a fórmula de disputa e os grupos.

Prestigie nossos parceiros

Seja o primeiro a comentar

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.