Botafogo se precipita ou acerta em sua decisão

Botafogo se precipita ou acerta em sua decisão que culminou na saída de 3 titulares

Botafogo se precipita ou acerta em sua decisão que culminou na saída de 3 titulares?

O Botafogo anunciou a saída de Jheimy, Everton Heleno e Guilherme Garré. Segundo comunicado feito pelo executivo de futebol Léo Franco, Everton Heleno e Jheimy pediram rescisão de contrato e Guilherme Garré foi devolvido ao Santo André por justa causa. O motivo foi descrito por Franco como sendo “problemas de comportamento”.

Comunicado

Representando o Botafogo FC, Léo Franco comunicou os fatos e a assessoria avisou antes do início que a sessão não seria aberta para perguntas, por isso muitos detalhes ficaram sem explicação.

Mal explicado

Léo Franco afirmou que Everton Heleno e Jheimy pediram demissão e o Botafogo aceitou. Quem que tivesse qualquer tipo de mal comportamento pediria demissão? Se Guilherme Garré está incluso no ato original e teve como justificativa “Justa Causa”, porque os outros dois não tiveram o mesmo tratamento? Outra pergunta que não foi respondida é: O que poderiam ter feito de tão grave, atletas que estavam liberados pela própria comissão técnica para se divertir depois do jogo em Erechim? De quem foi a decisão de dispensar os atletas?

Como Léo Franco não se dispôs a responder perguntas, muitas dúvidas vão perdurar até que alguém do Botafogo se proponha a falar.

Fatos

Independente do que tenha ocorrido os fatos mostram um time que está líder de seu grupo na série C, com um dos melhores aproveitamentos ofensivos, uma das melhores defesas da competições, estava invicto até uma rodada atrás. O Botafogo marcou 13 gols até o momento, destes, 11 foram marcados ou aconteceram por assistência de Jheimy e Felipe Augusto. Everton Heleno era titular desde o início da competição e Guilherme Garré o principal articulador do time.

Precipitação ou acerto

Seja lá qual for o motivo que causou toda essa celeuma, será que não poderia ter sido resolvido internamente e com a participação do elenco? Teria faltado habilidade da comissão técnica e da diretoria para contornar um problema relativamente simples, sem precisar desmontar a estrutura linear do time, perdendo o volante, o meia e o centroavante?  E o elenco, o que pensa sobre isso? Será que o grupo vai rachar? Há disponibilidade de atletas com essas características no mercado para serem contratados até dia 15/06, prazo que se encerram as inscrições?

Por outro lado, o Botafogo teria acertado na decisão em mostrar para o elenco quem é que manda? Se não tivessem tomado essa atitude, a comissão técnica perderia o comando do grupo? Lembram do caso Camilo x Wagner Lopes? Mais recentemente, Márcio Fernandes x Festucci? Em ambos quem perdeu foi o Botafogo.

Enfim, a única certeza é de que o Botafogo é maior do que os 3 atletas, assim como é maior do que os que hoje o administram. Oremos para que precipitada ou acertada, a posição hora tomada não prejudique o que estava indo muito bem, o resultado dentro de campo.

Assista ao comunicado na íntegra

Foto: Reprodução

Vídeo: ImprensaLivre.Top

Prestigie nossos parceiros

Seja o primeiro a comentar

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.