MST afirma ter ganho na justiça fazenda do agronegócio em Serrana

O MST, em nota oficial, afirmou ter ganho na justiça a fazenda Martinópolis, na região de Ribeirão Preto que pertencia à Usina Martinópolis, instalada no município de Serrana.

No site oficial da entidade, um nota explicando o ocorrido, afirma que cerca de 200 famílias já tomaram posse das terras e que pretende construir um assentamento agroecológico, uma vez que o local está sobre área de recarga do aquífero guarani.

Segundo a nota, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin teria participado diretamente na solicitação para arrecadar a área e posteriormente destina-la ao movimento.

Confira a nota na íntegra.

“Cerca de 200 famílias do acampamento Alexandra Kollontai, ocuparam na manhã deste sábado hoje (3) a fazenda Martinópolis, município de Serrana, São Paulo.

A área que já foi ocupada mais de 20 vezes foi enfim conquistada pelo MST. Até então, a fazenda pertencia à Usina Martinópolis, que por anos seguidos acumulou uma dívida milionária por sonegação do Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS), o que motivou o processo de luta do MST pela área, que já se arrastava por 9 anos.

O governador Geraldo Alckimin assumiu compromisso formal de arrecadação da área através de adjudicação e na última quinta-feira (1), o juízo da vara de execuções fiscais da comarca de Ribeirão Preto decidiu pela arrecadação do imóvel.”

A nota pode ser encontrada em:

http://www.mst.org.br/2018/02/03/mst-conquista-fazenda-do-agronegocio-na-regiao-de-ribeirao-preto.html

Prestigie nossos parceiros

Seja o primeiro a comentar

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.