Brasil registra 28 mortes por febre amarela em uma semana

ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região

De 1º de julho do ano passado até agora, o Brasil teve 213 casos confirmados de febre amarela. Desse total, 81 pessoas morreram. Desde o último balanço do Ministério da Saúde, feito há uma semana, foram mais 83 novas infecções, das quais 28 resultaram em óbitos.

Em todo o país, os casos notificados já chegaram a mil, mas 430 já foram descartados. Outros 430 ainda estão em investigação. Vários estados possuem pacientes sob observação, mas os casos confirmados, quando se sabe com certeza que é febre amarela, estão em São Paulo, com maior número de doentes e de mortes; Minas Gerais, Rio de Janeiro e o Distrito Federal, que tem uma única confirmação.

O período escolhido para contabilizar os casos da doença, a partir do mês de julho, e não de janeiro de cada ano, se relaciona ao ciclo da febre amarela, que costuma aparecer mais no verão, segundo o Ministério da Saúde.

A febre amarela é uma doença com mortalidade elevada, transmitida por mosquitos, e não por macacos. Até agora, todos os ambientes de contaminação estão em zona rural, de acordo com o órgão.

O último caso da doença no meio urbano foi registrado oficialmente em 1942.

No Rio de Janeiro, subiu para 11 o número de mortes por febre amarela no estado, com mais dois óbitos confirmados nas últimas horas, um em Cantagalo, e outro em Paraíba do Sul.

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde informa que do início do ano até hoje foram registrados 32 casos da febre amarela silvestre em humanos no estado.

Fonte: EBC

Prestigie nossos parceiros

  • ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região
  • ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região
  • ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região
  • ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região
  • ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região
  • ILT - Notícias que impactam Ribeirão Preto e região

Be the first to comment

Comente à vontade, este espaço é seu! Só lembre-se de ser respeitoso para com quem pensa diferente.